“Pela ordem!”

Imprimir
Categoria: Você Sabia ? Publicado em Domingo, 15 Setembro 2013

Muitas vezes ouvimos em Loja um obreiro pedir a palavra diretamente ao Venerável Mestre, levantando-se e dizendo “pela ordem!” ou então “questão de ordem!”, principalmente quando a “palavra” está correndo nas Colunas.
Com esse pedido o Obreiro quer alertar que a ordem dos Trabalhos não está adequada, ou algo foi suprimido ou algo não está correto. Pode ser feito em qualquer período da Sessão.
Uma “questão de ordem” sobrepõe-se a qualquer outro pedido de palavra e quem a pediu só poderá falar, especificamente, sobre a alegada alteração da ordem. Cumpre esclarecer, subsidiariamente, que muitos Irmãos pedem a palavra “pela ordem”, sem saber o que estão fazendo, havendo muitos, inclusive, que acham que “pela ordem!” é pela “Ordem Maçônica” o que é um erro crasso (Mestre José Castellani).
E aí falam sobre assuntos (na maioria das vezes demoradamente) que não tem nada a ver com o que está ocorrendo no momento.
Esclarecendo, sabemos que a “palavra” é concedida, primeiramente na Coluna do Sul, depois na do Norte e, finalmente, no Oriente. A palavra só volta às Colunas para um novo giro quando o pedido for feito por um dos Vigilantes e deferido pelo Venerável Mestre. Sabemos, também, que o Obreiro não pode mudar de Coluna para poder falar duas vezes Isto é feito, principalmente, pelo Mestre de Cerimônias, pela facilidade de se locomover no Templo. Isso é totalmente anti-ritualístico e já presenciei essa “esperteza maçônica” muitas vezes em diversas Lojas.
Finalizando, acrescento que o pedido “pela ordem!” não é exclusividade da Maçonaria e existe em qualquer Instituição, ou até mesmo em reuniões de Condomínio, por exemplo, onde a existe uma determinada ordem para apresentação dos assuntos a serem discutidos (extraído de diversos trabalhos do Mestre José Castellani – Ed. Trolha).

 
M.'.I.'. Alfério Di Giaimo Neto

Acessos: 4207

 

Caros IIr.'.

Pensamento maçônico internacional, onde diz: - para se unirem basta seguir os rituais centenários da maçonaria e serem verdadeiros maçons.
A Maçonaria somos nós, e ela somente será grande se nós formos pessoalmente grandes. Não esperamos encontrar na maçonaria o que não encontramos dentro de nós mesmos. Nada poderá ser maior do que a soma da grandeza de seus componentes.
(Extraído do livro: Antologia Maçônica de Ambrósio Peters)

Online

Temos 87 visitantes e Nenhum membro online